terça-feira , 24/01/2017
Breaking News
Home / CONHECIMENTO / DIREITO AUTORAL / Porquê NÃO PARTICIPAR do Prêmio Oxford de Design
oxford13

Porquê NÃO PARTICIPAR do Prêmio Oxford de Design

Como assim “não participar” de um concurso promovido pela Oxford? Tá maluco?

Pois é, foi isso mesmo que eu disse: NÃO PARTICIPE. E não falo só desse concurso, mas de todos que forem similares, vou te explicar porquê!

Eu já participo de grupos de discussão de design desde os áureos tempos do Yahoo Groups, nesses grupos já ouvi muitas histórias, muito “mimimi”, muita reclamação justa e muita bobagem também, mas como eu trabalho com propriedade intelectual desde 1997 é fácil diferenciar choradeira de reclamação genuína e chupada de coincidência, então vou ser franco e direto com vocês, designers.

Vejo muito designer reclamando de concorrência criativa, detonando, xingando, até chamando de trabalho escravo, pra mim é um nicho de mercado e pronto, serve pra uns e não serve pra outros mas, via de regra (há exceções, claro!) é honesto, você sabe que o valor pago é “X” (baixo ou não depende de muitos fatores) e que tem vários concorrentes, mas não tem picaretagem nem pegadinha.

Na concorrência criativa você apresenta o trabalho, se ele não for escolhido o layout é seu, ou seja, o Direito Autoral (copyright) é seu!!! Seu trabalho não foi dado de graça!

Eu sempre sugiro para quem não ganha esse tipo de concorrência criativa que transforme seu layout em um template e coloque para vender em sites como Fotolia, sempre tem alguém que compra e então seu esforço será recompensado, mesmo que seja em doses homeopáticas.

Mas não esqueça que o Direito Autoral (copyright) no Brasil vale por toda vida do autor e mais 70 anos, ou seja, se você criar vários “templates” pode não só garantir sua aposentadoria, mas até a qualidade de vida de seus filhos, netos e talvez bisnetos!

E o que isso tudo tem a ver com o “Prêmio Oxford de Design”? Porquê eu fiz essa “introdução”?

Bom, senta na cadeira, respira fundo e leia esse trecho do regulamento:

Com a participação nesta promoção os participantes cedem, ainda, à empresa promotora, de forma gratuita, os direitos sobre as artes enviadas, em conformidade com a Lei de Propriedade Intelectual (Lei 9.279/96) e Lei de Direito Autoral (Lei 9.610/98), não tendo direito ao recebimento de royalties pela empresa promotora com a comercialização dos 100 (cem) jogos de aparelhos de jantar que serão produzidos com a arte vencedora

Sim, pelo que está escrito, claramente, TODOS os participantes cedem GRATUITAMENTE seus Direitos Autorais para a “empresa promotora”, que lindo né?

Como as inscrições ainda estão abertas eu corri quando vi isso no Facebook (alguns designers amigos meus estavam comentando) para escrever esse post de ALERTA.

Se eles tiverem sei lá, 500 inscritos, são 500 artes DE GRAÇA para eles usarem um dia, se quiserem, sem pagar nada para o autor…

E eu nem vou comentar do prêmio… R$ 5.000,00? Really? Tá de brincadeira comigo? A Oxford tem 1700 funcionários (estimado) então, me desculpem a sinceridade, mas esse valor é menor do que o que eles gastam com papel higiênico em 30 dias.

Mas eu não estou denunciando o concurso por isso, estou denunciando pela “esperteza” em se apropriar dos Direitos Autorais (copyright) dos designers que geralmente nem sabem como funcionam esses direitos e, muitas vezes, são passados pra trás por “pseudo-clientes” que pedem 3 layouts e depois usam sem pagar, clientes que recebem o trabalho e não pagam nada ou deixam de pagar parte do combinado e vários tipos de golpes que lhes são aplicados por que eles não são devidamente orientados nem na faculdade, apesar de que muitos não tem faculdade, são autodidatas, mas enfim, falta informação e por conta disso fica valendo a LEI DE GÉRSON.

Então amigos, esse é o motivo que eu lhes digo:

NÃO PARTICIPEM DESSE OU DE QUALQUER CONCURSO QUE TENHA UMA CLÁUSULA SIMILAR À ESSA!

É roubada! É malandragem!

About Rudinei Modezejewski

Especializado em Propriedade Industrial, com ênfase em marcas e domínios, atuando nessa área desde 1997, trabalha desde 2009 com Marketing Jurídico, sendo que atualmente está se aprimorando em Social Media Marketing (Marketing em Redes Sociais) Twitter: @emarcas. Confira a apresentação completa dele.

Check Also

direitosautorais

COPYRIGHT – Direitos Morais e Patrimoniais

Relacionado

doril

Como proteger o direito autoral (copyright) de um slogan?

A proteção de um slogan (direito autoral/copyright) , assim como título de obras é diretamente …

One comment

  1. Sem falar nos processos seletivos de empresas, que pedem peças gráficas, campanhas, material gráfico ao canditato. E depois essa ideia é usada, é um belo brainstorm essse acervo dos candidatos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: