terça-feira , 28/03/2017
Breaking News
Home / CONHECIMENTO / 5 Golpes envolvendo o INPI e a sua marca!

5 Golpes envolvendo o INPI e a sua marca!

Os golpes praticados em nome do INPI são bem antigos… Infelizmente ninguém consegue acabar com eles, o próprio INPI publica em seu site alguns alertas e já solicitou várias vezes ao Ministério Público que investigue esses golpistas; e quando (finalmente) conseguem uma decisão judicial contra esse pessoal eles fecham aquela empresa e abrem outra, seguindo os golpes do mesmo jeito, só com nome diferente.

Então, a melhor forma de acabar com eles é estar informado. Conheça agora os 5 golpes mais frequentes.


1 – VOCÊ TEM A PREFERÊNCIA!

Eu considero este o golpe mais antigo, conheço ele desde que comecei a trabalhar com marcas em 1997, e funciona assim: geralmente alguém liga para a empresa e diz:

Aqui é [não dá pra entender*] representante do órgão INPI**, fomos procurados por uma empresa que quer registrar a marca [sua marca] mas vimos que sua empresa é mais antiga. então vocês têm a preferência. Gostaríamos de saber se vocês querem registrar essa marca ou não.

* Eles propositalmente enrolam a língua na hora de dizer o nome da “empresa” deles, pra você não entender mesmo, mas, em geral, é algum nome que parece “oficial”, tipo “organização internacional de marcas registradas” (inventei isso agora!!!)

** Eita script horroroso, eles sempre dizem “órgão INPI”, parece que estão falando de um pênis, bom, pode até ser, se a gente pensar no que eles querem fazer com você, até que é adequado.

Em resumo, a conversa se resume ao caso de alguém que se diz “representante oficial” do INPI (isso não existe!), diz que há uma outra empresa abanando com o dinheiro na frente deles para registrar a sua marca, mas eles são tão éticos e lindos que resolveram te procurar primeiro, mesmo sem ter ideia se você quer ou não registrar a marca ou se tem dinheiro pra isso…

Bom, se você já foi procurado por esse pessoal e deu aquele suspiro aliviado (ufa!), sabendo que é mentira, e que é só uma tentativa de golpe, pode tirar esse sorriso idiota da cara, não acabou ainda, leia o próximo golpe, mas não vai ter um infarto, ok?

a

2 – EU AVISEI

Nem sempre a vítima cai na primeira tentativa, mas eles são bem criativos e persistentes (bom, alguma qualidade eles têm, não dá pra negar). Se eles percebem que sua empresa tem potencial para ser extorquida, eles passam para a “fase 2” do golpe:

Eles pedem o registro (usando um CNPJ laranja ou um CPF de algum funcionário) e voltam a entrar em contato com você!

Agora a conversa é mais ou menos assim:

– Olha, a gente se negou a fazer o trabalho, mas o “fulano” fez direto no INPI, agora você precisa correr pra não perder a marca. Você tem que fazer agora o pedido de registro + oposição contra o processo dele!

O valor é mais ou menos o DOBRO da primeira proposta, nessa hora você fica indignado por não ter aceito logo a proposta deles, é a hora que eles dão a rasteira em você e roubam seu dinheiro.

A orientação de fazer o pedido e a oposição seria correta se não fosse um golpe. Em um caso real dessa situação é isso mesmo que se deve fazer, mas como foi uma simulação, é só pra tirar seu dinheiro mesmo.

O que realmente eles fazem, se você concorda em pagar o novo valor, é pedir a desistência do processo antigo (que não tem custo nenhum, nem taxas) e não precisam pagar taxas e passar trabalho fazendo oposição coisa nenhuma, só embolsam seu dinheiro e pronto!

a

3 – PUBLICAÇÃO DA MARCA

Esse, provavelmente, é o golpe mais simples e que mais gente cai!  Quando o INPI publica seu processo (essa publicação é obrigatória por lei!) os golpistas têm acesso aos seus dados e, com isso, eles simplesmente enviam boletos (com valores diversos: R$ 189,00 – R$ 198,00 – R$ 210,00 – R$ 279,00) dizendo que sua marca foi publicada na [eles inventam um nome*] e o valor, em geral, tem escrito bem escondidinho que o pagamento é optativo (opcional, ou seja, você paga se quiser**).

* Veja aqui uma lista de empresas que envia boletos em nome do INPI

** O pagamento é optativo (opcional), então, se você paga e depois reclama na justiça eles usam isso pra se defender, no fim das contas é muito mais caro o processo judicial do que o prejuízo e os empresários acabam desistindo de brigar.

a

4 – PROPOSTA DE UM MILHÃO DE DÓLARES

Esse merece o Oscar de melhor golpe, muito criativo, realmente impressionante…

A coisa funciona assim: um belo dia você recebe um e-mail dizendo que há um grupo internacional querendo comprar a sua marca. Depois um intermediador faz contato, ele é bem falante, com um sotaque espanhol (ou gringo) e se diz representante do “Grupo Fênix” e faz uma proposta pela sua marca: UM MILHÃO DE DÓLARES.

É pra deixar o cara tonto mesmo! Com tantos negócios internacionais, compra e venda de marcas, é muito fácil acreditar que talvez seja verdade.

Daí você vai pra internet desesperado tentando saber mais sobre esse tal “Grupo Fênix” e descobre que tem uns 200 sites falando nessa empresa, não dá pra saber qual site é verdadeiro, nem se existe um verdadeiro… Bate o desespero outra vez.

Então, o nosso amigo “representante” do Grupo Fênix volta a te ligar, pressiona, diz que o negócio precisa ser agilizado e pede um valor qualquer (no caso que eu acompanhei foi R$ 3.500,00) para fazer um procedimento no INPI (o procedimento existe, mas normalmente custa uns R$ 400,00 – no máximo).

No caso em que eu assessorei um cliente, eu disse que eu mesmo faria esse procedimento, daí o tal “representante” me chamou em separado e fez a proposta: “Eu te dou 10% de comissão”

Tentador, não é mesmo? Pense comigo: eu não precisava fazer nada (a não ser parar de atrapalhar a negociação dele) e ganharia $ 100.000 (cem mil dólares, considerando a negociação). Muita esmola, né? Eu também achei, afinal, quando a esmola é demais até o santo desconfia!

Bastou eu me negar a ajudá-lo que a conversa desandou de vez: “Vocês não sabem fazer negócios com empresas internacionais, são uns amadores, um absurdo, blá, blá, blá….” (e bate o telefone na minha cara).

Bom, se realmente havia um Grupo Fênix interessado em comprar uma marca por US$ 1.000.000 desistiu muito fácil, foi só seu “representante” ser contrariado e ele não levar os R$ 3.500,00 que queria para o negócio (que ele deveria receber uma fortuna só por intermediar), que a negociação “virou pó”. Engraçado, se eu ia ganhar 10% só pra não me meter, quanto ele ganharia?

a

5 – CADUCIDADE

Este é o golpe mais frustrante de todos, me deixou realmente chateado, descobri ele por acaso através de uma consulta de uma pessoa que visitou meu site e depois me consultou sobre caducidade…

Bom, a caducidade é um procedimento que existe na lei, é quando uma empresa sabe ou supõe que outra empresa não usa a marca há muito tempo, ou não iniciou o uso da marca, ou, ainda, que a marca está sendo usada de forma diferente do registro – tudo isso por um prazo de 5 anos.

Lembram do caso da Gradiente (marca Gradiente iPhone)? A Gradiente iniciou o uso da marca recentemente porque estava para vencer o prazo máximo para que ela corresse o risco de ter a marca cancelada por caducidade.

Então, pelo menos uma empresa aplica o seguinte golpe: quando a marca completa 5 anos eles fazem contato com o empresário e dizem que ele tem que fazer um procedimento junto ao INPI para confirmar se ainda tem interesse na marca, caso contrário ela é cancelada (caducidade) e enviam este texto para os clientes:

Estamos no período de CADUCIDADE de registros, conforme a lei nº 9.279 de 14 de maio de 1996 / LPI – Lei da Propriedade Industrial.

 

CAPITULO VI – DA PERDA DOS DIREITOS:

ART. 142 – O Registro da marca extingue-se / arquiva -se:

I – Pela expiração do prazo de vigência

II- Pela renuncia ,que poderá ser total ou parcial em relação aos produtos ou serviços assinalados pela marca

III- Pela caducidade ou

 

Art. 143- Caducara o registro de qualquer pessoa com legitimo interesse se, decorridos 5 (cinco) anos da sua concessão e:

* A marca tiver sido usada com modificação que implique alteração de seu caráter distintivo original, da época quando foi expedido o certificado de registro;

* O uso da marca devera compreender produtos ou serviços constantes do certificado, sob pena de caducar parcialmente o registro devido a marca não estar mais sendo utilizada para os mesmos serviços requeridos na época do pedido no INPI.

Sendo que:

 

Não ocorrerá caducidade se o titular justificar o desuso da marca por razões legitimas;

O titular será intimado para se manifestar no prazo de 30 dias cabendo o ônus de provar ou justificar seu desuso.

 

Diante do exposto, a marca “[sua marca]”, está no prazo para que seja mandado ao INPI a confirmação de legitimo interesse das marcas onde solicitamos que nos envie:

 

Notas fiscais dos últimos 3 anos, podendo ser uma por ano;

Divulgações da marca;

Procuração especifica (impresso nosso);

 

Para peticionarmos esta confirmação no INPI o valor implica em R$ 840,00 seguirá o boleto bancário, cujo vencimento estará para [data tal] ou efetuado depósito bancário até essa data nos bancos abaixo descritos.

Eu grifei dois trechos do texto acima, sabe porque? Porque eles omitiram a parte da lei que diz como funciona a caducidade e no segundo trecho grifado eles distorcem o que diz a lei para justificar golpe, o texto correto e completo é:

Art. 143 – Caducará o registro, a requerimento de qualquer pessoa com legítimo interesse se, decorridos 5 (cinco) anos da sua concessão, na data do requerimento:

I – o uso da marca não tiver sido iniciado no Brasil; ou
II – o uso da marca tiver sido interrompido por mais de 5 (cinco) anos consecutivos, ou se, no mesmo prazo, a marca tiver sido usada com modificação que implique alteração de seu caráter distintivo original, tal como constante do certificado de registro.

Parágrafo 1o.- Não ocorrerá caducidade se o titular justificar o desuso da marca por razões legítimas.

Parágrafo 2o.- O titular será intimado para se manifestar no prazo de 60 (sessenta) dias, cabendo-lhe o ônus de provar o uso da marca ou justificar seu desuso por razões legítimas.

Como pode ser claramente visto no trecho verdadeiro da lei, o processo de caducidade é instaurado mediante pedido de terceiros e o titular tem 60 dias para se manifestar.

 

RESSALVA:

Algumas empresas cobram uma taxa de seus clientes para gerar um arquivo com provas de uso da marca para prevenir eventuais pedidos de caducidade, este procedimento, se realizado às claras, deixando transparente que é um procedimento preventivo é legítimo, honesto e corretíssimo, todos deveriam adotar, mas da forma que está sendo conduzido no exemplo acima, ou seja, coagindo mediante falsa informação é crime. Se o cliente é informado que se trata de um procedimento preventivo e tem a possibilidade de não realizá-lo, não há problema.

About Rudinei Modezejewski

Especializado em Propriedade Industrial, com ênfase em marcas e domínios, atuando nessa área desde 1997, trabalha desde 2009 com Marketing Jurídico, sendo que atualmente está se aprimorando em Social Media Marketing (Marketing em Redes Sociais) Twitter: @emarcas. Confira a apresentação completa dele.

Check Also

COPYRIGHT – Direitos Morais e Patrimoniais

Relacionado

Porquê NÃO PARTICIPAR do Prêmio Oxford de Design

Como assim “não participar” de um concurso promovido pela Oxford? Tá maluco? Pois é, foi …

35 comments

  1. E qual o correto a se fazer quando começam a chegar esses emails? Tem que pagar alguma coisa diretamente ao INPI?

  2. Tenho uma empresa de Marcas e Patentes desde 1996 e meus funcionários nunca precisaram usar esses "golpes" para captar clientes que estão comigo desde o início, graças a Deus a INTERSTATE MARCAS E PATENTES nunca mudou de nome e nem CNPJ, quero aqui agradecer o Dr. Rudinei pelo belo texto e por estar alertando os empresários a fazer o correto que é procurar uma empresa decente para fazer o registro, eu já fui em TVs, Rádios, Revistas e Jornais e dei entrevistas falando o mesmo, mas não adiantou muito.

    Grato

    Naldo Teixeira

  3. Dr Naldo,

    Agradeço o RECONHECIMENTO, eu trabalho a quase 20 anos nesse mercado e já recebi ameaças de agressão, calúnias e até ameaças de morte (uma delas pessoalmente), por conta das minhas denúncias contra esses PICARETAS.

    É muito difícil combatê-los, eles usam métodos sujos e nós (HONESTOS) temos que seguir as regras, é uma luta desigual.

    O SEBRAE/SP já usou (e continua usando) um dos meus artigos para tentar orientar os empresários, mas nunca é o suficiente.

    Sempre tem alguém que cai nesses golpes.

    Sobre o nome, meu escritório já era E-MARCAS muito antes do INPI chamar seu sistema on-line de eMarcas e acredita que mesmo assim tem gente que tenta insinuar que eu "copiei" a marca do INPI?

    Felizmente tenho um EXCELENTE RELACIONAMENTO com a DIRETORIA do INPI, especialmente a de comunicação social, coordenada pela Lúcia Motta.

    Aliás, foi a PEDIDO DO PRÓPRIO INPI que escrevi um artigo denunciando os golpistas que anuciavam "registro" de marcas em 24 horas, foi justamente esse artigo que me rendeu 2 ameaças de morte.

    Atenciosamente,

    Rudinei Modezejewski

    • Dr… Estou desesperada. Tem uma empresa de nome proteção marcas empresarial ltda , me mandando várias ameaças porque me recusei a da continuidade em um processo. Ameaçam protestar meu nome se eu não fizer o pagamento dos boletos. Já nao Sei a quem recorrer mais e quais são meus direitos. Ficarei muito grata se puder me ajudar…

  4. Olá amigos leitores.

    Estou passando pela 1º situação descrita acima.
    Exatamente com as mesmas palavras sitadas.
    Como devo proceder perante os orgãos competentes?

    Att
    Danilo

    • Não existe nada que você possa fazer contra eles, mas se você quer mesmo a marca, procure uma empresa de sua confiança (não esse golpista) e registre-a, antes que alguém o faça (o que provavelmente não é o caso agora, é só um golpe).

  5. Como e onde posso saber se minha marca foi contestada? E uma marca estrangeira com um nome parecido foneticamente pd me processar? Caso isso seja possível, qual o procedimento?
    Grata

    • Lena,

      Desculpe mas é muita suposição sem nenhuma informação, vou TENTAR responder:

      1 – Se houve oposição ou pedido de nulidade há um despacho no seu processo no INPI é só olhar seu processo pelo site do INPI;

      2 – Sim, colidência fonética é colidência, se a marca é com exclusividade e há possibilidade de confusão fonética, você tem problemas, mas só vendo o caso concreto pra saber (e eu cobro por essa análise);

      3 – Só vendo a situação concreta, há muitas possibilidades de solucionar ou amenizar o problema, mas preciso fazer a análise e um diagnóstico, planejar a estratégia, etc…

      Espero ter ajudado, como eu disse, sem os detalhes do caso (e você não deve dá-los aqui, publicamente) eu posso apenas dar uma orientação superficial.

      Se quiser me procure em PVT, mande e-mail, faça contato pelo site do E-Marcas, enfim.

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

  6. Boa tarde, preciso de uma informação. Tenho uma empresa com a marca concedida. E mudei meu logotipo por um mais moderno. Também registrei a marca mas ainda não foi julgada. uma empresa do mesmo ramo pediu a caducidade da minha marca antiga. Como devo proceder?
    Muito obrigada

    • Viviane,

      Na prática, você tem que defender sua marca antiga até que a seja finalmente concedida, caso contrário corre o risco de perder tudo.

      Aliás, esse tipo de descuido é muito comum, o que é raro é um concorrente perceber o descuido e entrar com o pedido de caducidade.

      Infelizmente sem mais dados (inclusive muitos dados sigilosos que você não deve passar aqui) não dá pra analisar suas chances ou traçar uma estratégia para salvar sua marca.

      Se quiser me procurar em PVT podemos conversar, mas é o tipo de conversa em que você paga pra eu te dar orientação, ok?

      Como eu disse, mesmo que você decida procurar outro consultor, precisa agir logo, caso contrário pode perder a marca em todas as suas versões.

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

  7. boa tarde!
    tenho uma ideia de um invento. um produto que usaria magnetismo para operar. nao tenho marca registrada ainda, mas gostaria de proteger a ideia. vc poderia me dar uma orientaçao de como dar os primeiros passos?

    grato.

    Álvim Neto

    • Inventos têm que ser PATENTEADOS, processo que também é realizado junto ao INPI, pode ser feito para uma empresa (jurídico) ou pessoa física.
      Se quiser contate a empresa do Rudinei <a href="http:// (www.e-marcas.com.br)” target=”_blank”> <a href="http://(www.e-marcas.com.br)” target=”_blank”>(www.e-marcas.com.br) para consultar quanto a preços para eles lhe assessorarem em todo esse processo, para que você consiga realmente uma proteção do invento.

  8. Olá prezados!
    Referente a primeira citação:
    Faço salgados em casa e criei uma página no facebook para postar o meu trabalho.Nesta segunda dia 25/04/2016 recebi um contato de uma mulher que se dizia ser de são paulo e falou o texto da primeira citação, em fim, resolvi trocar o nome para nao ter problemas.
    Hoje dia 28/04/2016 novamente recebo o contato e a mulher vem com o mesmo texto solicitando registro ou alteração do nome porque uma empresa de são paulo que queria usar o meu nome. Detalhe, ela disse que entrou em contato para ver isto porque eu tinha este nome a mais tempo, sendo que faz 1 dia que alterei o nome na página.
    Pergunta: É necessário registro para uma simples pagina no facebook?
    Estou fazendo algo ilegal?
    Como devo proceder?

    • Rudinei Modezejewski

      Bruno,

      Como já foi dito no artigo é um golpe, mas é dividido em 2 partes. Sobre seu comentário: “É necessário registro para uma simples pagina no facebook?” não se faça de sonso ou de vítima, você mesmo disse “Faço salgados em casa e criei uma página no facebook para postar o meu trabalho” então não tem nada a ver com a “simples página no facebook”, o registro da marca é necessário pela atividade de salgadeiro/confeiteiro, ou seja, fornecimento de alimentação.

      Da mesma forma que você precisa criar um CNPJ, mesmo que seja um MEI, caso contrário seu trabalho é clandestino, informal ou, se preferir, ilegal.

      Sobre a conversa fiada dela de que você usa a marca a mais tempo, como eu já disse: SÃO GOLPISTAS, eles sempre vem com o mesmo discurso.

      Então, minha dica é simples: se você pretende fazer dessa atividade seu GANHA PÃO, seu SUSTENTO, formalize o CNPJ e registre a marca, caso contrário não importa quantas vezes você mude o nome, sempre vai ter um GOLPISTA pra te procurar com a mesma conversa fiada e, mais que isso, um dia eles podem estar falando a verdade e realmente ter outra empresa registrando a “sua” marca, daí, além do problema de ter que mudar de marca, você poderá ser PROCESSADO e talvez tenha que pagar uma INDENIZAÇÃO.

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

      • Boa noite Rudinei Modezejewski, recebi uma ligação hoje desses tais golpistas, no meio da conversa toda sobre ter outra empresa querendo registrar o nome da minha acabei passando o numero do meu CPF e minha data de nascimento, depois disso foi dito que eu receberia um e-mail com o processo pra acompanhar com meu advogado, como não entendo nada disso acabei passando.
        Eles chegaram a citar valores e prazos pra que eu não perca minha marca, mas eles pareciam muito mais interessados no meu CPF e data de nascimento, voce sabe me informar o que eles podem fazer com esses dois dados que passei?
        Obrigado !

        • Rudinei Modezejewski

          Brunno,

          Com seu nome, CPF e data de nascimento dá pra criar um documento falso, pesquisar seus outros dados e montar um kit para fazer empréstimos no seu nome entre outras coisas, mas isso foge do que eu falei no artigo, são golpes diferentes, mas recomendo cuidado! Mas a princípio os golpistas que mencionei não praticam esse outro tipo de golpe, que é muito mais grave!

          E a marca, como ficou? Você registrou? Se não registrou a marca continuará sujeito aos golpes que menciono no artigo.

          Atenciosamente,

          Rudinei Modezejewski

  9. Obrigado pelas informações, são muito úteis.
    Acabei de receber uma ligação da CMC para registrar a marca que é minha razão social.
    Já havia recebido este tipo de proposta a alguns anos atrás, em que combinei de levar o dinheiro em mãos, só para ver o endereço que usavam, para mandar a polícia lá, porém o número era de um terreno vazio, e não deu em nada.
    Todas as vezes que recebi este tipo de ligação, notei que a forma de oferecer o serviço é a mesma, um texto bem decoradinho falado de uma forma quase sem pontos e virgulas, com cuidado para não escorregar no português. Tipo assim, como se o escritório fosse dentro da cadeia.
    Abraços.
    Marcio.

    • Rudinei Modezejewski

      Marcio,

      Para evitar esse problema ou pelo menos tornar seu risco nulo a única opção é de fato registrar sua marca com um escritório sério, até porque os riscos de usar uma marca sem registro vão de um simples aborrecimento até o risco de ter que pagar uma indenização para quem de fato a registre.

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

  10. Pessoal,

    Gostaria de deixar o alerta para vocês sobre essa tatica que esses s@fad0s usam.

    A alguns dias atrás me ligaram da empresa cmcmarcas.com.br, dizendo que tinha uma empresa reclamando que eu estava utilizando a marca deles e que eu deveria registrar para não ter problema.

    Para fazer isso tinha que pagar umas taxas de registro no mesmo dia, para não perder a marcar e não correr o risco de ser processado.

    Fui taxativo, em recusar a proposta, e desconfiando, mesmo nunca tendo passado por isso antes.

    No mesmo dia, me ligou uma tal de Dr. Laura, dizendo que estava representando um cliente que entrou com processo contra minha empresa, por estar utilizando sua “marca”.

    Que eu estaria sendo notificado judicialmente em poucos dias devido a isso.

    O engraçado que ela não quis me passar o numero de registro da OAB dela, nem telefone para contato.

    Pede que me mandasse um e-mail sobre isso, mas advinhem, até agora nada ….

    Então cuidado, pois esses pilantras gostam de se aproveitar de pessoas honestas.

    Imaginem quantas pessoas já não cairam nesse tipo de conversa.

    Fiquem alertas.

    Abraço.

    • Rudinei Modezejewski

      Mario,

      Milhares de pessoas caem nesse golpe todos os meses! O problema é que o golpe ficou mais ousado, como eu expliquei no meu artigo, agora, se eles percebem que a vítima tem dinheiro para ser extorquida, eles mesmos pedem o registro e depois voltam a contactá-la, mas daí o preço dobra!

      A melhor prevenção para esses golpes é registrar a marca com uma empresa séria, daí, protegido, você pode mandar eles pra aquele lugar!

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

    • essa mesma tal de Laura entrou em contato comigo falando o texto do golpe 1, já vou bloquear o telefone dessa pessoa, mas pra quem quiser confirmar (ela deve ter outros números), mas me ligou por esse aqui: +551126149426

    • Natália Orondjian

      Essa mesma empresa tem me ligado há duas semanas insistindo nessa mesma história que te falaram. Já me mandaram e-mail com boletos e taxa de recolhimento.
      CMC o nome da empresa. Passei o nome do meu advogado e falei para tratatem com ele, dito e feito, ele não ligou para o advogado, passou uma semana me ligaram com a mesma história e eu repeti: liguem para o meu advogado que ele resolve. Até agora nada, estou no aguardo da próxima lorota deles.

  11. Bom dia
    Recebi um email da empresa Evolução Marcas e patentes
    Dizendo que tinha outra empresa querendo o meu nome e que eu tinha prazo para enviar contrato social e fazer o pagamento de taxas, me passaram até o nome da empresa que quer o nome.
    É golpe?

    • Rudinei Modezejewski

      Marcos,

      O quê você acha? Tem um cliente na frente deles, com o dinheiro abanando na mão pra fazer o registro mas eles, tão bonzinhos que são, resolveram te “avisar” e vão perder o tempo deles tentando te convencer a registrar a marca ao invés de atender o cliente que está querendo fazer isso imediatamente.

      Quer que eu desenhe?

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

      • Também recebi ligação dessa empresa, mas eu não tenho interesse em registrar nada, agora só queria saber, onde eles acharam meus dados uma vez que eu só preenchi o nome fantasia no portal do empreendedor, não tenho uma marca, tenho um nome fantasia

        • Rudinei Modezejewski

          Jacson,

          Os seus dados a própria JUNTA COMERCIAL VENDE sem o menor pudor, custa em média R$ 0,50 por cadastro, isso é o mais simples. Até um perfil no Facebook é suficiente para te localizarem.

          Atenciosamente,

          Rudinei Modezejewski

  12. Um sindicato recebeu por email um “oficio de prazo iminente” de uma empresa que verifiquei realmente existir. Se não tivessemos o cuidado de buscar na internet as questões semelhantes no site do INPI, da própria empresa e em blogs como este acho que alguem ia cair no tal golpe.

  13. Olá Amigo bom dia,

    Gostaria de uma ajuda para saber se o que estou passando é um golpe ou do que se trata, recentemente registrei duas marcas no INPI, as duas sofreram oposição por marcas ”semelhantes” no nome mas diferentes no ramo de atividade, o que se passa é que em ambos os casos as empresas são do rio de janeiro, porem quando procurei a marca do produto, a empresa e até mesmo o endereço não encontrei nada em lugar nenhum, isso me chamou a atenção, um dos reclamantes tem o endereço mais vago na historia do mundo – Endereço: RUA E, S/Nº, LTE 10, QDR 05, GRANJA STA. TERESA, PIABETA.

    ps: usei dois escritórios diferentes para dar entrada nas marcas no INPI, então achei difícil ser os escritórios me enganando para eu pagar a defesa, mas nunca se sabe. gostaria de sua opinião.

    • Rudinei Modezejewski

      Felipe,

      Se quiser me passar o caso concreto em PVT eu agradeço, gostaria de analisar porque pode realmente ser um novo tipo de golpe, mas preciso confirmar. Que as empresas existem (pelo menos no papel) isso é fato, o INPI cobra taxas e é necessário cadastrar o CNPJ para fazer a oposição, mas pode até ser uma empresa de fachada, enfim…

      Se você está desconfiado das empresas que contratou recomendo que faça as manifestações com outra empresa e não esqueça que agora a manifestação é obrigatória.

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

  14. Parabéns,
    Seu artigo está ótimo.

    Gostaria de saber quando realmente eu sou notificado sobre alguém
    Está querendo registrar a minha marca eu recebo uma carta, um e-mail
    De algum órgão? Como eu faço para diferençar um golpe de uma notificação real? Novamente muito obrigado

  15. Bom dia a todos! Acabo de receber uma ligação o tanto o quanto esquisita da empresa de nome CMC MARCAS, que me contactou pelo telefone dizendo que um mega empresário do Ramo de Pet Shop está querendo registrar a minha marca que por ventura vem a ser a minha razão social e que teve esse “pedido” negado pois ja existe a bastante tempo uma empresa com tal nome.
    Disse mais que por determinados valores fixados por eles ficaria registrado a marca por dez anos.
    Confesso que me causou estranheza, porém depois de ler tantos artigos aqui publicados fico assustado, pois sou uma micro empresa, o mercado financeiro abalado por conta de tanta corrupção, mal consigo manter a minha conta positiva e agora o que eu faço?

    • Rudinei Modezejewski

      Leonardo,

      Se você não tem o registro da marca, está vulnerável e estará sujeito não só à esses golpistas mas também à sorte, ou melhor: AO AZAR. Se você der o AZAR de outra pessoa registrar uma marca similar ou até a mesma marca, pode ter que parar de usar sua marca, perder todo seu investimento nela, etc…

      Dá uma olhada nesse artigo que explica quanto custa perder uma marca: http://e-marcas.com.br/quanto-custa-perder-uma-marca/

      Atenciosamente,

      Rudinei

  16. Olá, boa tarde! Recebi uma ligação da empresa Evolução Marcas e patentes com as mesmas características citadas no artigo. Sabe me informar se é uma empresa séria?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: