14 de dezembro de 2010

Adriano Trenahi

Quais são os tipos de e-commerce?

Aproveitando a dica da colunista Grace Oliveira, que falou sobre o Peixe Urbano (site de compras coletivas), resolvi dar uma rápida explicação dos tipos de e-commerce que fazem sucesso no Brasil.

Vou, primeiramente, dar a definição de e-commerce segundo a wikipedia:

  • “E-commerce é um tipo de transação comercial feita especialmente através de um equipamento eletrônico, como, por exemplo, um computador.
    Conceitua-se como o uso da comunicação eletrônica e digital, aplicada aos negócios, criando, alterando ou redefinindo valores entre organizações (B2B), ou entre estas e indivíduos (B2C), ou entre indivíduos (C2C), permeando a aquisição de bens, produtos ou serviços, terminando com a liquidação financeira por intermédio de meios de pagamento eletrônicos.
    O ato de vender ou comprar pela internet é em si um bom exemplo de comércio eletrônico. O mercado mundial está absorvendo o comércio eletrônico em grande escala. Muitos ramos da economia agora estão ligadas ao comércio eletrônico.”

Atualmente no Brasil estão em prática os seguintes nichos de e-commerce:

Lojas Virtuais:

americanas.com

americanas.com

São as lojas mais comuns na internet, onde uma empresa vende produtos através de seu site, oferecendo métodos de pagamento variados, como cartões de credito, pay pal (pagamento digital online), boletos e outros. A entrega em geral é efetuada via transportadora própria ou correios.

Geralmente é fácil a troca de produtos ou solicitação da garantia, visto que eles emitem nota de seus produtos. É a forma mais comum de e-commerce e oferece a possibilidade de empreendedores pequenos venderem seus produtos.

Alguns dos sites mais famosos são: Americanas.com, Submarino.com.br, Extra.com.br

Vendas através de sites de anúncios:

Também muito comum, é a venda de produtos entre pessoas, que não precisam ser jurídicas, são vendidos produtos novos ou usados. O site mais conhecido no Brasil é o Mercado Livre.

mercadolivre

mercadolivre

O pagamento pode ser feito diretamente ao vendedor ou, se estes permitirem, através do sistema do site (nesse caso vendedor só recebe o pagamento após a confirmação do comprador de que recebeu a encomenda, forma muito mais cômoda e segura para o comprador).

Deve-se tomar cuidado com este tipo de comércio visto que alguns vendedores podem não entregar seus produtos e, neste caso, a responsabilidade não é do website, pois toda a garantia de entrega e produto é do vendedor. O site é apenas intermediário entre vendedor e comprador e apenas cobra uma comissão por cada venda efetuada.

Pode também existir uma dificuldade na troca de produtos, visto que é necessário confiar em pessoas que, às vezes, não prestam o serviço corretamente, além de grande parte delas não emitir nota fiscal, por serem pessoas físicas.

Ainda assim, há um grande número de empresas sérias que também vendem seus produtos através deste tipo de comércio.

Sites de Leilão

Mukirana

Mukirana

Um produto é oferecido aos consumidores e estes escolhem durante um prazo de tempo determinado qual o valor pagar, é um leilão virtual, quem pagar mais, leva.

Neste tipo de comércio, os clientes compram créditos no site e a cada lance eles vão sendo debitados.

Se o usuário dá um lance e outro da um lance maior, o primeiro perde a oportunidade e tem que gastar um novo crédito para dar um lance novamente.

É um modelo de negócios ousado, mas que pode trazer algumas vantagens se você tiver sorte.

Os sites mais conhecidos são o Mukirana e o Chutz

Clube de Compras

Brands Club

Brands Club

Ganhando grande destaque no mercado em 2009, os clubes de compras oferecem produtos com ótimos descontos, visto que negociam diretamente com as fábricas e fornecedores.

Os sites mais famosos do ramo são Brands Club e o Privália.

O pagamento é feito via cartão de crédito.

O grande problema desses sites é a entrega. Eu mesmo experimentei e não pretendo comprar de novo.

Fiz uma compra em Outubro no Brands Club e esta não foi entregue até hoje.

Além do atendimento ao consumidor ser precário, eles me deram a seguinte opção: ou aguarda ou cancela, resolvi aguardar porque quero saber em quanto tempo chegará esse pedido. (se ele chegar – rs)

Compras Coletivas

Peixe Urbano

Peixe Urbano

Iniciado nos Estados Unidos em 2008 com o Groupon.com, este, sem dúvida, é o maior sucesso no mercado de e-commerce em 2010. Ganhando destaque desde março, já movimentou mais de US$500 milhões.

Estes sites oferecem enormes descontos se um número determinado de pessoas efetuar a compra. Os compradores recebem um Cupom para imprimir e levar ao estabelecimento.

O maior problema é que boa parte dos serviços necessita agendamento e  algumas pessoas reclamam de tratamento diferenciado por serem usuários de cupons.

Pipoca do Dia

Pipoca do Dia

Ainda assim, é uma grande oportunidade para usufruir de serviços por um preço baixíssimo e o custo x beneficio compensa na maioria dos casos pelos inconvenientes.

O importante é ler com atenção as regras da promoção.

O mercado está ficando saturado desses sites, porém sites que costumam oferecer boas ofertas são o Peixe Urbano, Groupon, Click on e Pipoca do Dia.

Existem também alguns agregadores de ofertas, são sites que listam várias ofertas de vários sites de compras coletivas. Os mais famosos são Save Me e Vale Junto.

Viram quantas dicas na hora de comprar seus produtos online? Sempre vale uma pesquisa antes de gastar nosso suado dinheirinho…

Abraços

6 "parpite"

1. Silvia Zampar publicado em 14 de dezembro de 2010 às 11:23

Aqui em casa já tivemos algumas experiências com esses sites de Compras Coletiva:
- Minha filha já comprou uns pratos "Japas" e tbm tratamento de pele no Peixe Urbano; e
- Ontem comprei uns cupons de desconto de óculos da Triton no QPechincha
Até agora deu tudo certo e foi ótimo!

2. Tweets that mention Quais são os tipos de e-commerce? -- Topsy.com publicado em 14 de dezembro de 2010 às 11:33

[...] This post was mentioned on Twitter by victorluna, Samuel Chiovitti., Web Design Blog , Adriano Trenahi, TuDiBão and others. TuDiBão said: Hj o @Adriano_Trenahi conta pra gente quais são os tipos de e-commerce http://tudibao.com.br/?p=15815 Dicas bem legais! [...]

3. Ivan Paes publicado em 17 de dezembro de 2010 às 14:01

Eu ja tive as experiencias ruins desse tipo de comercio. Fiz uma compra de uma câmera digital numa loja on line chamada Fator Digital.net, além do produto chegar atrasado, mandaram outro modelo do q eu havia comprado, mandei de volta e até hj nunca efetuaram a troca, mas relataram q o produto q eu tinha comprado estava em falta. isso ja dura quase 5 meses. =[

4. Silvia Zampar publicado em 17 de dezembro de 2010 às 14:15

Confesso que sou uma experiente consumidora online (quase uma compradora contumaz – rs).
Quase tudo em minha casa eu comprei pela Internet, seja em Lojas Virtuais, Sites de Anúncios, de Leilão, Clube de Compras.
Só para se ter uma ideia, já comprei: TV LCD 40", Gravador de DVD, TV Led 40", Blu-ray, Fogão, Geladeira, Exaustor, Máquina de Lavar, Microondas, Notebook, Netbook, Máquina Fotográfica, Filmadora, muiiiiiitos DVDs e Livros.
Não sei se porque eu sempre procuro me informar bem a respeito da loja/vendedor, eu nunca tive nenhum problema. Acho que tem que ser cauteloso onde e com quem se compra, buscando sempre antes as informações.

5. Adriano Trenahi publicado em 20 de dezembro de 2010 às 17:15

Opa Ivan.

Pois é, como eu também relatei, tive problemas semelhantes.
Mas acho que você deve procurar os orgãos competentes e registrar pelo menos uma queixa, porque 5 meses é muito atraso.

O meu caso com o brands club é igualzinho, já faz mais de 2 meses.

6. Riccardo Benetti publicado em 29 de dezembro de 2010 às 18:50

Agora a sensação do momento são os sites de compras coletivas não é, isso está virando febre, são ao menos uns 10 por mês que são lançados o maior problema é que isso envolve investimento e vejo muitos pedindo a programação e desenvolvimento deste tipo de site por R$ 1500,00 até menos o que é absurdo, ainda assim é bom ver que o mercado está se aquecendo, não viamos algo assim desde 1999.

Parpite você também