domingo , 29/05/2016
Breaking News
Home / CONHECIMENTO / Cuidado: “ir DE ENCONTRO” é diferente de “AO ENCONTRO”
DeEncontro_AoEncontro

Cuidado: “ir DE ENCONTRO” é diferente de “AO ENCONTRO”

Lembro-me bem quando ouvi o prof. Paquale ensinando o correto quanto ao uso dessa expressão e, a partir dai, aprendi… E tornei-me uma chata! (rs) Sim, pois depois que aprendemos é horrível ver como as pessoas utilizam de forma errada a expressão.

Geralmente as pessoas dizem “Isso vai de encontro com o que eu penso”, portanto estão dizendo que vai contra, quando querem dizer exatamente o contrário.

Mas deixe-me tentar explicar, que acho que fica mais fácil. Vejam:

.

Geralmente essa expressão é utilizada quando queremos dizer que concordamos com algo, uma ideia ou frase, que outra pessoa falou, mas o que se vê é as pessoas falando exatamente o oposto, e esse é daqueles erros “democráticos”, que vemos alunos, professores, jornalistas e outros usando errado, como no exemplo abaixo:

O que se quis dizer nessa matéria?

Para mim, se quis dizer que “… a proposta contribui com o que já diz a Lei Federal…”, ou seja, o contrário do que foi escrito, pois o significado, como está nas ilustrações no começo desse post, é:

  • DE ENCONTRO = estou dizendo que não concordo, que minha opinião é contrária, que choca, conflita;
  • AO ENCONTRO = é a expressão correta para dizer que minha opinião é a mesma, que concordo, que isso colabora, ajuda.

Mais um exemplo do uso incorreto do termo pela imprensa:

Pense na lógica e, ao invés de pensar na frase de você concordando com uma ideia ou frase, pense que sua frase está sendo dita com você, na direção de seu carro:

  • Eu fui DE ENCONTRO àquele poste = percebe como fica claro que você se chocou?
  • Eu fui AO ENCONTRO daquele amigo = aqui percebemos que estou indo me encontrar, ou seja, não me choco, coloco-me ao lado de alguém ou algo (ninguém diz “Eu fui DE encontro com meu amigo”.

Não ficou simples? Então não quero ver ninguém mais errando – rs

Post atualizado em 01/06/2012

About Silvia Zampar

Graduada em PMKT, pós em Ensino Superior, mestre em Comunicação Midiática, atua como publicitária há 17 anos em sua agência de propaganda em Jundiaí e leciona para cursos de Comunicação Digital / Publicidade. Mantém os blogs: este (o TuDiBão) e o Livro-Objeto. Twitter: @SilviaZampar. Confira a apresentação completa dela.

Check Also

motorista

Dia do Motorista

E hoje, Dia do Motorista, publicamos um anúncio simples e gracioso que encontramos, que utiliza …

an_record_breakingbad

Silvio Santos assiste Breaking Bad… e aumenta a audiência

É, tudo que ele toca vira outro, e o que sai de sua boca também …

6 comments

  1. (681) Então, o intuito é mostrar que tudo pode ser mais fácil… Quando entendemos fica fácil usar, não é mesmo? Valeu!

  2. adorei as ilustrações =)

  3. Bacana, sua explicação.
    Olha só essa questão do CESPE:
    "(CESPE/AGU/2009) Considere que Platão, governador de
    estado da Federação, tenha nomeado seu irmão, Aristóteles, que
    possui formação superior na área de engenharia, para o cargo de
    secretário de estado de obras. Pressupondo-se que Aristóteles atenda
    a todos os requisitos legais para a referida nomeação, conclui-se que
    esta não vai de encontro ao posicionamento adotado em recente
    julgado do STF."
    Eu marquei como errada, inicialmente, considerando "ir de encontro" como sendo uma ideia convergente. Mas o gabarito indica a questão com certa. E é isso mesmo, não te trata de nepotismo, pois a função de secretario nesse caso é de natureza politica.

    • Nossa, mas isso sim é uma "pegadinha" numa questão, não? – hehehe
      Depois meus alunos falam que as minhas questões de provas são difíceis e ambíguas (eles precisam prestar esses concursos – hahahaha)
      Valeu pelo comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *