terça-feira , 24/05/2016
Breaking News
Home / CONHECIMENTO / Escalas de Cores: Pantone e CMYK
Pantone

Escalas de Cores: Pantone e CMYK

Outro dia eu falei com meus alunos a repeito das escalas de cores que temos que utilizar para controlar a cor que queremos de um serviço (impresso, pintura, etc.).

Bem, o primeiro que citei foi o Pantone, que basicamente é uma escala padrão que utilizamos para falar de cores (e tentar se aproximar de uma determinada cor). Se eu e o fornecedor e/ou cliente do outro lado do país (ou do mundo) estivermos tentando acertar um tom de azul, ambos podemos utilizar como referência a escala Pantone, assim ambos estamos falando do mesmo tom.

Essas cores podem ser simuladas em CMYK (alguns catálogos Pantone já apresentam essa opção, de como “aproximar” aquela cor em CMYK), mas são aproximações, sendo que algumas cores são impossíveis de se conseguir igual, devendo-se utilizar uma tinta especial (que a gráfica compra da Pantone), portanto essa cor especial entra como uma 5ª cor no trabalho (ou mais).

No Brasil o representante oficial dessa guia de cores é a Afitec. Aliás, se você se cadastrar lá no site deles estará concorrendo semanalmente ao sorteio de uma escala Pantone gratuita. Não custa tentar, não é mesmo? (O site da Afitec não está mais no ar e creio que não são mais representantes da Pantone, que agora tem um site deles no Brasil, com loja on-line)

Lá no site vocês verão que eles têm várias escalas, muitas esgotadas, pois estão trocando as escalas. Claro que o ideal seria ter um conjunto que mostrasse as cores impressas num papel fosco (off-set), no couchê (brilho ou não – já que o resultado da cor é igual em ambos), que desse a composição das cores em CMYK, RGB… Enfim, mas pra ter todas essas guias fica muito “pesado” (leia-se “caro” – rs) para quem está começando. Então pra começar serve ter pelo menos uma.

Vamos às opções que eu indicaria para cada caso – (leia-se “bolso”), da opção mais “básica” (menor investimento) à uma mais completa (infelizmente no momento eles estão com quase todas as opções esgotadas):

Importante: a diferença da cor impressa no couchê brilho ou fosco é muito pequena. Nem é necessário ter escala diferente para esses papéis. Entretanto a cor impressa no couchê e no off-set é totalmente diferente.

A outra escala de cores que falei é a escala CMYK, que reproduz como sairá a cor impressa em gráfica (off-set plana).

Tem a opção dos Guias que são impressos pela True Color System, que têm preço meio “salgadinho”, mas são excelente e super completos. São quatro opções de escalas (todas saem R$ 700,00), sendo que minha sugestão seria para quem quer adquirir apenas uma das publicações, seria o volume III, que são 84.000 cores, mas tem em off-set branco, colorido e couchê fosco, o que já ajuda muito na decisão da cor para mandar imprimir e o custo é de R$ 200,00.

Existe ainda a Escala de Cores da Pancrom (também está esgotada), essa sim com um preço bem legal: R$ 79,00, impressão em diversos papéis. Não é tão detalhada como a da True Color, mas é uma ótima opção para se ter.

E a ELMEFARIA desenvolveu o projeto “Uma luz sobre as cores” que de início serviu para resolver os problemas que eles mesmos tiveram de cores com clientes da agência deles. O guia está sendo disponibilizado para download em pdf (vale salientar que esse guia serve apenas como referência de cor para o que você irá ver em monitores – como sites). O arquivo pdf conta com visualização das cores com fundo branco e preto, mas novamente saliento que só serve para ver a cor sobre o fundo (P ou B), não se trata de impressão sobre preto.

Post revisado em 12/09/2013

About Silvia Zampar

Graduada em PMKT, pós em Ensino Superior, mestre em Comunicação Midiática, atua como publicitária há 17 anos em sua agência de propaganda em Jundiaí e leciona para cursos de Comunicação Digital / Publicidade. Mantém os blogs: este (o TuDiBão) e o Livro-Objeto. Twitter: @SilviaZampar. Confira a apresentação completa dela.

Check Also

motorista

Dia do Motorista

E hoje, Dia do Motorista, publicamos um anúncio simples e gracioso que encontramos, que utiliza …

an_record_breakingbad

Silvio Santos assiste Breaking Bad… e aumenta a audiência

É, tudo que ele toca vira outro, e o que sai de sua boca também …

34 comments

  1. http://samadeu.blogspot.com/2009/05/ato-contra-o-ai-5-digital.html

    Eu não sei se você concorda com o movimento porem se concordar e puder colocar no seu blog, que é mais visto que o meu… acho interessante que seja divulgado em SP, pois, será lá o encontro.

  2. Vi e concordo com a manifestação, mas infelizmente a dica chegou muito em cima da hora.
    Se souber depois com mais antecedência me avise que eu passo aqui.
    Valeu!

  3. Silvia, essa Afitec não é representante oficial. A oficial é a http://www.pantone.com.br. Esses caras são mega pilantras.

  4. A informação que tenho é exatamente a contrária: que a empresa que é oficial da Pantone no Brasil é a Afitec e que a “.br” é um representante irregular.
    No próprio site de abertura da Afitec está essa informação, dizendo que os outros que são irregulares, sendo que eles inclusive passam o e-mail da Pantone internacional para que as pessoas perguntem isso a eles (pantone@pantone.com).
    Ai eu fui investigar no site da Pantone internacional (que realmente é igualzinho a esse que você indica como sendo o oficial), e lá nos representantes no Brasil encontrei 8 empresas oficiais, sendo que a Afitec está lá, em MG. Não pude comprovar se essa outra é ou não oficial, já que eles não dão a razão social da empresa, nem o endereço para eu chegar. O que acho estranho é que a Pantone cita “representates e autorizados” fora do Brasil, sendo que na relação deles não tem nenhum com o direito de filial, podendo utilizar o “nome” Pantone. Mas não falo do que não vou falar mal do que não conheço…

  5. Silvia, criamos uma escala CMYK completa (que está em vias de ser publicada a preço super convidativo), mas antes colocamos uma versão em pdf de tela no nosso site que pode ser baixada gratuitamente. Chama-se "Uma luz sobre as cores". Já são 3.000 downloads de todo o Brasil e exterior, além de ser material didático em 2 cursos (Joinville e Salvador). Dá uma conferida. Só pedimos que passe o link do site e não o arquivo, pois as pessoas precisam fornecer e-mail, profissão e cidade e assim podermos ter um panorama de como é nosso público, além de podermos avisar quando ficar pronta a versão impressa. Abraço e parabéns pelo blog!

    • Denise, entrei no site de vocês e não consegui achar o link para donwload.
      Até achei que o site de vcs pudesse estar dando algum problema por eu utilizar o Firefox, mas tentei no IE e tbm não encontrei link algum.
      Pode me ajudar??

    • Olá, em qual site é possível fazer esta download?
      GRata

      • Não existe vantagem em se dar download em “escalas de cor” – seja Pantone ou CMYK, pois vc verá no seu monitor uma cor, dará saída em sua impressora em uma cor diferente, e na hora da impressão real em offset sairá diferente de tudo.
        Então tem que ter uma escala impressa já nesse processo offset, para garantir que a saída será o mais próximo possível da amostra que vc está vendo.
        A Elmefaria disponibiliza uma versão PDF, conforme link no próprio post, mas isso é só pra “ter uma noção” – não serve rigorosamente para garantir nada.

  6. Oi silvia tudo bem, na escala de cores que você recomenda Volume III , por que no site eles colocaram 3 cores CMYK?

    Abraços

    • Da forma escrita fica meio "esquisito" – rs. Mas a lógica é a seguinte: quando se faz guia de cores CMYK, o mais importante é tentar fazer o máximo de combinações possíveis entre as 3 cores (CMY – o Preto não é exatamente "cor" – sendo uma característica que permite você "Desaturar" uma cor (incluindo-se preto ou removendo-se a intensidade da cor – diminuindo o % – se desatura uma cor).
      A combinação entre as 3 cores tem-se que tentar fazer o máximo possível, tentando cobrir todas as possibilidade, mas a inclusão de preto se faz apenas até 50% de black sobre as demais cores e combinações. Acima de 50% a carga já é muito grande e quase que "estraga" a cor, não sendo nem recomendado.

  7. Hummmmm, tendeu, pois comprei o que você recomendou o Volume III da True Color System, tudibão seu blog parabéns

    Abraços

  8. Silvia Zampar, gostaría de convidá-la para lançamento de nova linha PANTONE no dia 15 de Junho em São Paulo, com a presença da vice presidente da PANTONE Inc mundial aqui no Brasil. Por favor responda ao meu e-mail para que eu possa convidá-la como VIP – serão vagas limitadas – aguardo – atendimento@pantone.com.br

  9. Silvia, muito boa a matéria. Não consigo me imaginar sem uma escala CMYK. Aliás, possuo as escalas CMYK da True Color System OFF-SET PLANA – Volume I e da Pancrom. Existe uma pequena divergência em termos de tonalidade entre uma e outra. O que acho interessante na escala da Pancrom é que ele foi produzida em nosso país, o que faz muiiita diferença. A meu ver, isso dá uma pequena vantagem em termos de confiabilidade. Em todo caso, ter as duas nas mãos vale a pena.

    • Meus parceiros de gráfica já falaram que há variação de cor, inclusive, de acordo com a marca de tinta que eles compram, mas que é pequena e controlável. Portanto é sempre bom também contar com uma prova de cor, que vai junto para o impressor, não é mesmo?
      A tabela da Pancrom só é muito menor que a da True Color, que oferece a impressão em vários suportes, considerando os 4 volumes (alguns, até, pouco provável de usarmos – rs)
      Obrigada por seu comentário!

  10. Silvia, realmente a escala Pancrom oferece uma gama menor de opções, mas mesmo assim atende muito bem as necessidades. Foi como vc disse, alguma coisa do conjunto True Color System será difícil de se usar. O que deve ser interessante é a escala que eles possuem em papel apergaminhado, já que este tipo apresenta uma variação de cores significativa em relação ao couchê (principalmente nos verdes).

    Um abraço,
    Geraldo

    • Com certeza, a relação custo x benefício da escala da Pancrom é ótimo.
      O papel que vc sita, da escala True Color, é em papel reciclado: realmente, a impressão muda bastante nesse papel e atualmente até vem sendo muito requisitado. Tem-se que fazer um cálculo, se vale mais a pena ter a tabela, ou contar sempre com uma prova (nesse caso tem que ser prova prelo).

  11. Silvia,

    Adorei o post, muito instrutivo.
    Trabalho com designer gráfico, e utilizo Corel Draw, Photoshop e Fireworks em meus trabalhos. Custumo imprimir na impressora A3 que temos para testes, e após mando para a gráfica. Recentemente estamos desenvolvendo um trabalho de identidade visual para veículos da frota de uma empresa com recorte de vinil. O problema precisamos de uma escala confiável PANTONE e/ou CMYK, achei muito interessante a escala PANTONE que você postou por R$ 560,00 que vinha com gama de cores muito grande e ainda com descrição de CMYK, RGB e HTML, porem os links não apontam para produto nenhum no site da AFITEC. Poderia atualizar os links? Gostaria de uma ajuda.

    • Eu vi recentemente que os produtos da Pantone foram atualizados e ainda não tive tempo de atualizar o post. Vou procurar fazê-lo o quanto antes.
      Agora para ter fidelidade nas cores de adesivos de vinil, peça direto amostras de vinil para empresas que trabalham com isso e, já no manual, utilizem a nomenclatura fantasia das cores desse material (especificando o uso).
      Mas é bom determinar o Pantone, por padrão, para vários outros usos.

      • É meu problema é justamente este.
        Não posso especificar pela nomeclatura do vinil, justamente porque a diferença entre os fabricantes e a adesivação é independente por cada organização.
        Então estávamos pensando em fixar as cores por PANTONE mesmo, e cada organização utiliza o vinil do fabricante que usar com mais frequencia adequando a cor o mais próximo possível da paleta especificada no projeto.
        Acontece que como estamos com vários projetos e a correria é danada, estava pensando em adquirir umas escalas de cores PANTONE, CMYK, RGB, HTML para usarmos no desenvolvimento aqui na empresa de nossos projetos. Muitas das vezes temos que mostrar aos clientes uma gama de cores para que escolham a que mais agrada, e com paletas seria o ideal, não só para amostrar ao cliente como pra nos auxiliar.
        Poderia me indicar algo? Que fosse equivalente a este KIT que você menciona como opção 4?
        Desde já grato.

        • Bem, pra cliente escolher cor, tem que ser em paletas impressas mesmo. Nada dele escolher no monitor (rs).
          Volto a dizer que não vai funcionar o pantone pra vinil, pois este é produzido numa gama de cores muito reduzida, p.ex.: não adianta você definir um azul-esverdeado bem clarinho quando, provavelmente, eles terão, no máximo, uma opção de azul-esverdeado (sem variações de tom). Sugiro, pelo menos, você já consultar com um ou dois fornecedores se as cores que você quer, tem algo aproximado. Adesivar com vinil tem-se que contar sempre com a sorte (rs).
          Bem, dei uma olhada, e vamos às minhas sugestões:
          – Super conjunto (R$1.000) http://www.afitec.com.br/novo/produtosCoresDetalh… esse conjunto e bemmmm completo, tem com combinações de tinta, tem CMYK, papel couchê, papel offset (tem até que nem sei – rs);
          – Um que substitui + ou – o “dos sonhos” (desse post – o 4o. que você citou) – teria que comprar dois conjuntos http://www.afitec.com.br/novo/produtosCoresDetalh… e http://www.afitec.com.br/novo/produtosCoresDetalh… (só não tem “o que eu não sei”, o resto tem – rs);
          – Se puder comprar um conjunto só: http://www.afitec.com.br/novo/produtosCoresDetalh… mostra no couchê brilho e offset (não tem CMYK, mas é o mais utilizado no mercado); e
          – Pra quem quer ter só um <a http://www.afitec.com.br/novo/produtosCoresDetalh… impresso em couchê (o que mais se usa).
          Bom, agora que já pesquisei e coloquei tudo aqui, melhor já editar o post, né? – hahaha

  12. Silvia, excelente matéria, sempre tenho problemas em explicar as referências de cores para alguns diretores de arte (pois é). Trabalhamos com sinalização, então lidamos muito com a pintura de materiais (tinta automotiva) e também com impressão digital. Quando tiver um tempo, faça-nos uma visita online: facebook.com/plakasbh

  13. Trabalho com estamparia e gostaria de saber se a tinta a ser usada no tecido fica igual a do papel , pois me passaram o nº do pantone e eu não achei na tinta

    • Na verdade sua pergunta é "se a cor 'pantone' para o tecido fica igual à cor, também 'pantone' utilizada para papéis" = é isso, não?
      Então, pra ser sincera eu não sei se a Pantone (é empresa) comercializa tinta para todas as aplicações (conheço mais a que é utilizada em processos offset), mas se sim, se for a tinta produzida por eles, a cor final será igual.
      Sei que as tintas da Pantone mesmo são caras, então muitas gráficas reproduzem a cor fazendo a mistura dos pigmentos, conforme são apresentados nas escalas de cor Pantone que oferecem essa mistura em percentual dos pigmentos.
      Você poderia também reproduzir a cor com as tintas base, pelo mesmo processo, mas adquira a tabela Pantone que oferece o % de mistura, ou vá fazendo testes, aproximando o resultado final ao Pantone.

  14. queria saber onde encontro para comprar a opção 3 e 4?

  15. bom dia, sou de BH onde posso encontrar essa escala de cores em cmyk??? Ainda existe a Afitec??
    Aguardo retorno. Obrigada KFM

  16. Nenhum dos links está funcionando e gostaria de conseguir acessa-los

    • Então, acho que Afitec o site deles que está fora do ar. Talvez porque a Pantone está com operações no Brasil ou outros distribuidores.
      Estou atualizando agora o post, com links da loja on-line da Pantone, mas infelizmente eles estão com a maioria das escalas mais utilizadas "esgotadas".
      Conferi tbm os demais links.

  17. Sílvia, consegui adquirir a esacala da True Color System offset plana III, pra papel apergaminhado e couchê fosco. Agora tenho ela, a offset plana I e a escala da Pancrom (que esgotou).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *